Notícias

Apae Brasil lança cartilha sobre prematuridade

Conheça os riscos dessa condição e compreenda como ela pode desencadear sérias complicações cognitivas e motoras, podendo resultar na deficiência intelectual.
bio-eduarda-zeglin
Eduarda Zeglin
Jornalista, Assistente de Comunicação, Marketing e Eventos
Publicado em

No dia 17 de novembro, foi celebrado o Dia Mundial da Prematuridade, com o propósito de aumentar a visibilidade e sensibilizar a sociedade para as necessidades e direitos dos bebês prematuros, assim como suas famílias. Em parceria com a ONG Prematuridade.com, a Apae Brasil lançou a cartilha “Prematuridade: o que você precisa saber”.

Conforme divulgado pela Apae Brasil, a finalidade da cartilha é evidenciar os desafios associados a esse cenário, o que coloca o Brasil na 10ª posição do ranking global de nascimentos prematuros.

Durante o evento de lançamento, José Turozi, presidente da Apae Brasil, destacou a relevância de sensibilizar a sociedade acerca dos cuidados essenciais durante a gestação para assegurar a saúde dos bebês prematuros. Em declaração ao site, ele enfatizou: “A gente está muito feliz em lançar essa cartilha, que vem para conscientizar a sociedade a respeito dos cuidados que tem que ter com a gestante para que o bebê que vai nascer tenha uma vida saudável, um futuro tranquilo”, ressaltou.

A cartilha “Prematuridade: o que você precisa saber” está disponível no site da Apae Brasil. Para ter acesso, basta clicar neste link 

As consequências da prematuridade

De acordo com o artigo ‘’Prematuridade e seu impacto sobre o desenvolvimento psicossocial e emocional da criança’’, uma parcela de 10% a 15% dos bebês prematuros apresenta problemas neurossensoriais graves, como cegueira, surdez ou paralisia cerebral, enquanto 30 a 60% enfrentam deficiências cognitivas, dificuldades de aprendizado e anomalias na linguagem. O instituto também destaca ainda que cérebros com volumes menores estão associados a desempenhos cognitivos inferiores e a um aumento nos casos de transtorno de déficit de atenção.

Nem todos os bebês prematuros sofrem danos cerebrais, mas aqueles que têm, estão mais propensos a desenvolverem distúrbios depressivos significativos. Conforme o portal neurasdamamae, especializado em neuropsicologia, crianças prematuras enfrentam seis vezes o risco de dificuldades de aprendizado em comparação com aquelas nascidas no tempo certo.

A prematuridade também está associada a um considerável risco de transtornos de desenvolvimento, incluindo a Hiperatividade (TDAH), Transtorno do Espectro Autista (TEA), transtorno do desenvolvimento da coordenação e distúrbios de aprendizagem verbais e não-verbais, como a dislexia.

Não deixe de doar! Ajude a Apae Curitiba

A Apae de Curitiba precisa da sua ajuda. Hoje a instituição atende quase 474 estudantes em cinco escolas, oferecendo saúde e assistência social. São realizados, em média, 40 mil atendimentos terapêuticos por ano e 3,4 mil por mês. Por ser uma instituição sem fins lucrativos precisa de apoio da sociedade. O ambiente precisa de reformas e para isso, que tal doar para a Apae Curitiba e apoiar a causa da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla? É muito fácil, clique AQUI e saiba mais. 

Contamos com três centros terapêuticos com atendimentos gratuitos às pessoas com deficiência intelectual ou múltipla. A instituição é mantenedora de cinco escolas especializadas localizadas em Santa Felicidade, Batel e Seminário, em Curitiba; e sete Casas Lar. Confira nossas escolas clicando AQUI.

Notícias Relacionadas

Benefícios gerais da atividade física no TEA

Descubra os benefícios da prática de atividades físicas para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), aprenda a superar desafios específicos e conheça as atividades mais recomendadas para essas crianças.

Sem mais notícias por enquanto!
Pular para o conteúdo