Notícias

A importância do atendimento neurológico para crianças com deficiência intelectual

Somente 36% das crianças com DI recebem atendimento contínuo
Paulo Fortunato
Jornalista, Coordenador de Comunicação, Markentig e Eventos
Publicado em

O atendimento neurológico para crianças com deficiência intelectual é uma das principais preocupações de profissionais da área da saúde e familiares dessas crianças.

As crianças com deficiência intelectual podem apresentar diferentes graus de comprometimento cognitivo e comportamental, o que exige uma abordagem personalizada e multidisciplinar no atendimento médico. O acompanhamento neurológico é fundamental para identificar condições associadas à deficiência intelectual, como a epilepsia, que pode prejudicar ainda mais o desenvolvimento cognitivo e a qualidade de vida dessas crianças.

Segundo a Dra. Ana Paula Vieira, neurologista infantil e membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, “o atendimento neurológico para crianças com deficiência intelectual é uma das principais formas de prevenção e tratamento de problemas de saúde que podem afetar o desenvolvimento neurológico, motor e da linguagem. Além disso, é uma oportunidade para orientar a família sobre os cuidados necessários com a criança e para indicar terapias e tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida e a independência desses indivíduos”.

No entanto, o acesso ao atendimento neurológico para crianças com deficiência intelectual ainda é limitado em muitos países, incluindo o Brasil. Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde revelou que apenas 36,6% das crianças com deficiência intelectual recebem atendimento neurológico regular. Isso significa que muitas dessas crianças podem estar sofrendo com problemas neurológicos sem diagnóstico e sem tratamento adequado, o que pode afetar negativamente o seu desenvolvimento e a sua qualidade de vida.

Para melhorar o acesso ao atendimento neurológico para crianças com deficiência intelectual, é necessário que haja investimento em políticas públicas para garantir o acesso aos serviços de saúde necessários para essas crianças. Além disso, é importante que os serviços de saúde ofereçam profissionais capacitados e que haja uma maior conscientização sobre a importância desse atendimento.

O atendimento neurológico é fundamental para a prevenção e tratamento de problemas neurológicos em crianças com deficiência intelectual. É importante que os serviços de saúde garantam o acesso a profissionais capacitados e que haja uma maior conscientização sobre a importância desse atendimento para melhorar a qualidade de vida dessas crianças.

A Apae Curitiba

A Apae Curitiba conta com três centros terapêuticos que oferecem atendimentos à saúde gratuitos às pessoas com deficiência intelectual ou múltipla. A instituição é mantenedora de cinco escolas especializadas localizadas em Santa Felicidade, Batel e Seminário, em Curitiba. Confira nossas escolas:

➔ Escola de Educação de Estimulação e Desenvolvimento – CEDAE: Faixa Etária: 0 a 5 anos e 11 meses. 

➔ Escola Luan Muller: Faixa Etária: de 06 a 15 anos e 11 meses. 

➔ Escola Terapêutica Vivenda: Faixa Etária: a partir de 16 anos, com atuação no EJA. 

➔ Escola Integração e Treinamento do Adulto – CITA: Faixa Etária: acima de 16 anos, com atuação no EJA. 

➔ Escola Agrícola Henriette Morineau: Adultos e adolescentes a partir de 17 anos.

Foto: institutoimepe.com.br

Notícias Relacionadas

Seu Imposto de Renda em forma de doação

Com a arrecadação de recursos, a APAE Curitiba busca manter seus serviços e projetos, que visam oferecer atendimento médico e educacional especializado.

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content