Notícias

Alunos da Escola Luan Muller participam do Projeto Nadando com Daniel Dias

A iniciativa ajuda crianças e adolescentes com deficiência a desenvolverem suas habilidades através do esporte.
bio-eduarda-zeglin
Eduarda Zeglin
Assistente de Comunicação, Marketing e Eventos
Publicado em

Em junho deste ano a cidade de Curitiba inaugurou um projeto chamado Nadando com Daniel Dias. O projeto foi criado em 2014 para atender crianças e adolescentes com deficiência rara, física, visual, auditiva e intelectual. A ideia é usar a natação como instrumento para aprimorar os aspectos físicos, psicológicos, sociais e culturais. Com isso, pretende auxiliar no desenvolvimento geral dos alunos. 

Angelina Molinari Correia é uma das alunas da Escola Luan Muller que teve a oportunidade de participar do projeto e convive com a síndrome Smith-Magenis. Rodrigo Molinari Correia, pai da aluna, conta que o motivo principal de fazer a inscrição da filha foi a questão da prática esportiva e terapêutica. 

A estudante já esteve em contato com o esporte desde quando estudava na escola de Estimulação e Desenvolvimento (CEDAE), da Apae Curitiba. Rodrigo falou sobre o processo de desenvolvimento dela: ‘’A experiência está sendo ótima, já observei melhoras em seu comportamento, ela ama atividades com água, está muito motivada e feliz’’, ressaltou. 

As atividades têm sido realizadas duas vezes por semana, fazendo com que Angelina aproveite ao máximo a oportunidade. Molinari acredita que à medida que ela progride e se aprimora na modalidade, ela terá potencial para crescer e se tornar uma atleta profissional no esporte.

Outro aluno beneficiado pelo projeto é Guilherme Picanço Oliveira, que tem frequentado as aulas desde o início do programa. Sua mãe, Jéssica Picanço Mendes, compartilhou que a família tem uma forte ligação com o esporte, com alguns membros sendo atletas ou ex-atletas. Consciente da importância do esporte no desenvolvimento de Guilherme, ela decidiu inscrevê-lo nas aulas de natação. ‘’Achamos na natação uma forma de incentivar a prática de atividade física sem que ele perdesse o interesse também. Visando algo que ele gosta bastante’’, comentou. 

Jéssica também compartilhou que o processo de desenvolvimento tem sido longo, mas que será uma evolução gradativa. ‘’Esperamos muito que ele aprenda a nadar e acredito que por gostar muito do ambiente em que está,  ele vai querer continuar a nadar’’, finalizou. 

Os estudantes têm a oportunidade de frequentar as aulas gratuitamente, com faixa etária de 7 a 18 anos. Todos os participantes recebem uniformes para a prática esportiva e serão orientados por profissionais qualificados. As inscrições podem ser feitas por meio do portal Curitiba em Movimento, sendo obrigatória a apresentação de um diagnóstico de transtorno ou deficiência no momento da avaliação.

A Escola Luan Muller

A Escola Luan Muller, Ensino Fundamental, Modalidade Educação Especial, atende estudantes na faixa etária de 6 a 16 anos com deficiência intelectual e múltiplas. No espaço educacional, o trabalho é voltado para a construção da autonomia e da autoestima, através de atividades das áreas do desenvolvimento e conhecimento, necessárias no processo de alfabetização, dentro dos conteúdos da base Curricular Nacional e da proposta pedagógica “Desafios do Aprender.” Conheça as escolas clicando AQUI.

Endereço: Rua Prof. João Argemiro Loyola, 220 – Seminário, Curitiba – PR

Contato: (41) 3244-9166

Notícias Relacionadas

Nota à Imprensa e a Comunidade

Voltar Notícias Paulo Fortunato Jornalista, Gerente de Comunicação, Markentig e Eventos Publicado em21 de fevereiro de 2024 A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Curitiba vem por

Sem mais notícias por enquanto!
Pular para o conteúdo