Notícias

Psicólogos ajudam a manter a inclusão mais presente na vida das pessoas com deficiência intelectual

Joubert Ramalho, psicólogo da Apae Curitiba, conta quais as melhores formas de incluir as PcDs na sociedade. 
bio-eduarda-zeglin
Eduarda Zeglin
Jornalista, Assistente de Comunicação, Marketing e Eventos
Publicado em
psicologia na inclusão

A descriminação e o preconceito contra as pessoas com deficiência ainda são debates constantes em nossa sociedade e a falta de inclusão não é diferente. É preciso entender que todos temos nossas limitações e isso nos torna parte da diversidade. Mesmo com a pluralidade de informações a respeito dessa temática, é possível observar uma certa resistência ao encarar esse problema de frente. 

A inclusão é fundamental para que o indivíduo possa ter a plena participação na sociedade, mantendo o convívio e, ao mesmo tempo, dando a oportunidade para que as pessoas possam ter outro olhar sobre elas e entender de fato a PcD. 

Diante disso, podemos destacar a psicologia como uma aliada nesse momento de inserir o indivíduo na sociedade. O papel do psicólogo é importante não só para orientar o indivíduo, mas trazer informação para as pessoas que se relacionam direta ou indiretamente, facilitando o entendimento sobre o lugar em que a PcD está inserida. O profissional, além de manter o seu trabalho dentro do consultório, deve levar esse assunto para fora dele, seja no trabalho, na escola ou no próprio convívio familiar. 

Joubert Ramalho, psicólogo da Apae Curitiba, conta que a melhor maneira de fazer com que a inclusão seja efetiva é tendo a compreensão entre o “eu” e do “outro”, mas principalmente estabelecer uma relação de diálogo para haver pelo menos a redução de questionamentos que possam limitar o processo de inclusão.

Dentro do ambiente familiar e escolar deve-se manter o entendimento do processo de empatia, o profissional diz que essa é a forma ideal de potencializar a inclusão,” é possível transpor obstáculos que venham surgir no ambiente inserido e no próprio processo inclusivo, exemplo disso é a área de educação especial, onde os profissionais possuem diversas formações diretivas a tal temática para agregar maiores ganhos a PcD,” relata. 

A falta de inclusão pode trazer algumas consequências na vida da criança, como, por exemplo, afetar a inteligência. Segundo Ramalho, a falta de estímulos, a criança não consegue desenvolver as suas potencialidades e habilidades, afetando o sistema motor, principalmente nos primeiros anos de vida. ”Em âmbito social pode gerar comportamentos de fuga e esquiva de situações sociais, dificuldade na comunicação, e tendência a excluir-se, podendo em alguns casos desenvolver quadros de depressão devido este processo,” afirma. 

Dentro do seu ambiente de trabalho, Joubert diz que ao demonstrar interesse e fazer valer o processo de troca, tanto ele quanto o paciente são beneficiados, pois ambos valorizam a relação e tendem a sempre estimular tal situação no seu dia a dia, desenvolvendo-se cada vez mais e reduzindo as barreiras das relações interpessoais que surjam. 

Por isso a inclusão é fundamental, principalmente na infância, é a sensação de acolhimento e pertencimento que os pequenos conseguem ter uma vida saudável e livres para serem o que quiserem. 

Ajude a Apae Curitiba com suas Notas Fiscais

A Apae Curitiba disponibiliza urnas de coleta para notas fiscais em instituições parceiras. Quando o cliente não informa seu CPF é possível deixá-las dentro da urna como forma de doação. Nós passamos recolhendo periodicamente e lançamos no sistema do Nota Paraná e, assim, conseguimos recolher o valor dos impostos e reverter em doação para ajudar com os custos da instituição. Se você tem um comércio, entre agora mesmo em contato conosco e informe seu desejo de nos ajudar que levaremos até você uma urna de coleta. Contamos com sua ajuda. Muitas vidas podem ser impactadas através dessa sua atitude. Saiba mais clicando AQUI. 

Hoje a instituição atende quase 500 estudantes em cinco escolas, oferecendo saúde e assistência social. São realizados, em média, 50 mil atendimentos terapêuticos por ano e 3,5 mil por dia. Por ser uma instituição sem fins lucrativos precisa de apoio da sociedade. O ambiente precisa de reformas e para isso, que tal doar para a Apae Curitiba e apoiar a causa da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla? É muito fácil, clique AQUI e saiba mais. 

Notícias Relacionadas

Benefícios gerais da atividade física no TEA

Descubra os benefícios da prática de atividades físicas para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), aprenda a superar desafios específicos e conheça as atividades mais recomendadas para essas crianças.

Sem mais notícias por enquanto!
Pular para o conteúdo