Notícias

Saiba como a Apae se mantém

Você também pode ajudar!
bio-eduarda-zeglin
Eduarda Zeglin
Jornalista, Assistente de Comunicação, Marketing e Eventos
Publicado em
Como a Apae se mantém

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) é uma entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo garantir a inclusão social de pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Fundada em 1960 em Curitiba, ela oferece uma variedade de serviços, incluindo educação, assistência social, saúde, lazer e casas de acolhimento. A manutenção da Apae é possível graças a uma combinação de fontes de financiamento, incluindo doações e contribuições voluntárias, recursos governamentais e parcerias com empresas.

Eduardo Feichas Szpunar, coordenador de projetos e captação conta que a Apae Curitiba se mantém por meio de parcerias com as Secretaria de Estado de Educação; Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho; recursos do Sistema Único de Saúde; Projetos de renúncia fiscal; doações de pessoas físicas e jurídicas; Emendas Parlamentares Federais e Municipais; Eventos; Brechó. Conheça abaixo como funciona cada uma delas.

Uma das principais fontes de financiamento da Apae de Curitiba é através de doações e contribuições voluntárias da comunidade. A entidade conta com o apoio de pessoas e empresas que acreditam na causa e estão dispostas a colaborar financeiramente para garantir que as pessoas com deficiência tenham acesso aos serviços e recursos. 

Outra fonte importante de financiamento é através de recursos governamentais. A APAE de Curitiba é reconhecida pelo governo como uma entidade de utilidade pública, o que permite que ela receba recursos financeiros através de convênios e programas governamentais. Isso inclui recursos financeiros destinados à educação, assistência social e saúde, entre outros.

Além disso, ela também conta com parcerias com empresas e organizações. Essas parcerias podem incluir doações financeiras, doações de bens e serviços, bem como a participação de funcionários das empresas em projetos e atividades da Apae. Essas parcerias são importantes para garantir que a associação tenha recursos e apoio para continuar sua missão de garantir a inclusão social das pessoas com deficiências intelectual e/ou múltipla.

Uma outra forma de arrecadação de fundos é através de doações de roupas e bazar. Isso inclui coleta de roupas usadas, que podem ser vendidas em bazares organizados pela entidade, localizados na sede do Batel e em Santa Felicidade. As doações de roupas também podem ser destinadas para ajudar as pessoas com deficiência, assistidas pela entidade. Isso inclui doações de roupas para as crianças, adolescentes, jovens e adultos que estudam nas escolas, bem como para os residentes das Casas Lar.

Esses bazares são uma excelente oportunidade para a comunidade contribuir com a entidade, além de serem uma forma de encontrar roupas a preços acessíveis. Além disso, essas campanhas de arrecadação de roupas também contribuem para a conscientização da comunidade sobre a importância de se cuidar do meio ambiente e fazer uso consciente dos recursos disponíveis.

A Apae tem um modelo de gestão financeira rigoroso, visando garantir que os recursos sejam utilizados de forma eficiente e transparente. Isso inclui controles internos de contabilidade, auditorias internas e externas, além de divulgação anual de relatórios financeiros. Também é realizado o monitoramento constante dos custos e despesas, visando garantir que os recursos sejam utilizados de forma estratégica e que as necessidades da entidade sejam atendidas de forma adequada.

Outra forma de manter a Apae de Curitiba é através de eventos e campanhas de arrecadação. A entidade realiza eventos periódicos, como corridas, caminhadas, feiras e shows, para arrecadar fundos e conscientizar a comunidade sobre a importância da inclusão social das pessoas com necessidades especiais. Além disso, a Apae também realiza campanhas de arrecadação, como a campanha “Natal Solidário” e a campanha “Dia das Crianças”, visando arrecadar fundos para o desenvolvimento de projetos e atividades da entidade.

Em resumo, a APAE de Curitiba se mantém através de uma combinação de fontes de financiamento, incluindo doações e contribuições voluntárias, recursos governamentais e parcerias com empresas. Além disso, a entidade conta com um modelo de gestão financeira rigoroso e realiza eventos e campanhas de arrecadação para garantir que os recursos sejam utilizados de forma eficiente e estratégica. A APAE de Curitiba tem um papel fundamental na garantia de direitos e inclusão das pessoas com deficiência, contribuindo para uma sociedade mais justa e igualitária.

A Apae Curitiba

A Apae Curitiba conta com três centros terapêuticos que oferecem atendimentos à saúde gratuitos às pessoas com deficiência intelectual ou múltipla. A instituição é mantenedora de cinco escolas especializadas localizadas em Santa Felicidade, Batel e Seminário, em Curitiba. Confira nossas escolas:

➔ Escola de Educação de Estimulação e Desenvolvimento – CEDAE: Faixa Etária: 0 a 5 anos e 11 meses. 

➔ Escola Luan Muller: Faixa Etária: de 06 a 15 anos e 11 meses. 

➔ Escola Terapêutica Vivenda: Faixa Etária: a partir de 16 anos, com atuação no EJA. 

➔ Escola Integração e Treinamento do Adulto – CITA: Faixa Etária: acima de 16 anos, com atuação no EJA. 

➔ Escola Agrícola Henriette Morineau: Adultos e adolescentes a partir de 17 anos.

Notícias Relacionadas

Benefícios gerais da atividade física no TEA

Descubra os benefícios da prática de atividades físicas para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA), aprenda a superar desafios específicos e conheça as atividades mais recomendadas para essas crianças.

Sem mais notícias por enquanto!
Pular para o conteúdo