Notícias

Apae Curitiba lança último episódio do Apaecast de 2022

O episódio apresenta sete mitos relacionados à pessoa com deficiência.
Eduarda Zeglin
Estagiária de Jornalismo
Publicado em
Apae Curitiba lança último episódio do Apaecast de 2022

O último episódio do Apaecast de 2022 foi lançado na última segunda-feira (12), com a participação de Eduarda Zeglin e Rhúbia Ribeiro. As meninas que trabalham no setor de comunicação da instituição prepararam um episódio especial com sete mitos relacionados à pessoa com deficiência.

A deficiência intelectual é determinada pelas limitações nas competências mentais e gerais. Neste caso, o indivíduo apresenta um nível cognitivo muito abaixo do que é previsto para a sua idade cronológica. 

Dentre as dificuldades, estão problemas de compreensão das ideias abstratas como, por exemplo, as metáforas, noções de tempo e valores monetários, além disso, tem como obstáculo estabelecer relações sociais, entender regras e fazer atividades do seu cotidiano. 

Para desmistificar certas crenças em relação à pessoa com deficiência, as comunicadoras mostram alguns mitos que muitos acreditam ser verdadeiros quando não são. 

O primeiro mito destacado foi relacionado à crença que muitas pessoas têm de que pessoas com deficiência intelectual são doentes. De acordo com a OMS, as doenças mentais são caracterizadas por uma combinação de pensamentos, percepções, emoções e comportamentos anormais que podem ser considerados a depressão, transtorno afetivo bipolar, esquizofrenia, entre outros. 

Mito 2: pessoas com deficiência são dependentes. Não podemos subestimar a capacidade das PcD, pois as suas limitações e habilidades não estão vinculadas apenas à condição da deficiência, ou seja, elas têm potencial para executar todos os tipos de tarefas, com ou sem apoio. 

Mito 3: acredita-se que as pessoas com deficiência não podem ser incluídas na sociedade, elas podem necessitar de recursos de acessibilidade, mas ter o seu espaço assegurado. Cabe à sociedade eliminar as barreiras de acessibilidade e entender a deficiência como uma condição que faz parte da atividade humana. 

Mito 4: outro mito é acreditar que as pessoas com deficiência são crianças, é preciso que elas sejam tratadas conforme a sua faixa-etária. 

Mito 5: pessoas com deficiência são mais agressivas. A agressividade é uma forma da pessoa administrar a sua convivência na realidade, desenvolvida no período de sua história de vida. Não está associada a qualquer deficiência e pode ser característica de qualquer pessoa, tendo ou não uma deficiência. 

Mito 6: pessoas com deficiência não podem trabalhar. Segundo a Lei de cotas a inclusão é amparada também no mercado de trabalho, ela estabelece que as empresas com mais de 100 funcionários tenham de 2 a 5 por cento das vagas destinadas às pessoas com deficiência. 

Mito 7: as pessoas com deficiência não podem aprender. Todas elas podem e conseguem aprender, mas é preciso que haja adaptações do conteúdo às características. 

Faça um PIX e ajude a Apae Curitiba

Doar ficou ainda mais fácil com a opção PIX. Agora você tem mais essa modalidade, que é muito rápida, prática e segura. Lembre-se, que sua doação vale muito para a Apae Curitiba. Atualmente, são quase 500 estudantes e 35 moradores que recebem atendimentos nas áreas de saúde, educação e assistência social. São realizados, em média, 50 mil atendimentos terapêuticos por ano e 3,5 mil por dia. Por ser uma instituição sem fins lucrativos precisa de apoio da sociedade. Faça um PIX pela chave: [email protected]

A Apae Curitiba conta com três centros terapêuticos com atendimentos gratuitos às pessoas com deficiência intelectual ou múltipla. A instituição é mantenedora de cinco escolas especializadas localizadas em Santa Felicidade, Batel e Seminário, em Curitiba; e sete Casas Lar. Confira nossas escolas clicando AQUI.

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content