Notícias

Teste do Pezinho revela doenças genéticas graves, saiba sua importância

Novos avanços na medicina permitem diagnósticos precoces e tratamentos mais eficazes.
bio-eduarda-zeglin
Eduarda Zeglin
Assistente de Comunicação, Marketing e Eventos
Publicado em
teste do pezinho

O teste do pezinho, também conhecido como triagem neonatal, é uma ferramenta importante na detecção precoce de doenças genéticas graves. Com o avanço da tecnologia, é possível identificar cada vez mais doenças através deste teste, permitindo tratamentos mais precoces e eficazes. Além disso, o teste do pezinho é obrigatório em muitos países, oferecido gratuitamente aos recém-nascidos. É importante que os pais estejam cientes da importância deste teste e de seus resultados. 

É um exame simples e indolor realizado em recém-nascidos logo após o nascimento. Ele consiste na coleta de sangue do calcanhar do bebê, que é então enviado para análise laboratorial. O objetivo do teste é detectar doenças genéticas graves, como a fenilcetonúria, a fibrose cística e a talassemia, entre outras.

Os avanços na tecnologia permitiram a detecção de um número cada vez maior de doenças através do teste do pezinho. Hoje em dia, é possível diagnosticar até 30 doenças diferentes através deste exame. Isso significa que os pais podem ter acesso a informações importantes sobre a saúde do seu bebê logo no início da vida, o que pode ajudar a garantir o tratamento adequado desde cedo.

Além disso, o teste do pezinho é obrigatório em muitos países e oferecido gratuitamente aos recém-nascidos. Isso significa que os pais não precisam se preocupar com os custos do exame e podem ter acesso a informações valiosas sobre a saúde do seu bebê.

“O teste do pezinho é um exame extremamente importante, feito com o bebê ainda na maternidade, ou também nas unidades básicas de saúde entre o 2º e o 5º dia de vida. É um teste obrigatório, e disponível no SUS (versão simples). Ele serve para detectar algumas doenças que não apresentam sintomas, como a Anemia Falciforme e a Fibrose cística, que são doenças de alto risco e assim evitando sequelas de um diagnóstico tardio.” – conta a residente em enfermagem Aline Jhuli.

No entanto, é importante lembrar que o teste do pezinho não é infalível e pode apresentar resultados falso-negativos ou falso-positivos. Algumas doenças também podem não ser detectadas pelo teste, por isso, é importante que os pais estejam cientes da importância do teste e de seus resultados, e que consultem um médico especialista caso tenha alguma dúvida ou preocupação.

Além de acompanhar o desenvolvimento do bebê, o exame pode detectar doenças genéticas graves como a fenilcetonúria, se não tratada, pode causar problemas neurológicos, como retardo mental e problemas de comportamento, já a fibrose cística pode trazer problemas respiratórios e digestivos graves. 

Outro ponto importante é que é apenas o primeiro passo na detecção de doenças genéticas. Se o teste apresentar resultados positivos, é necessário realizar exames adicionais para confirmar o diagnóstico e determinar o melhor tratamento. Sendo assim, é importante que os pais estejam preparados para lidar com os resultados do teste e que consultem um médico especialista para obter mais informações.

Ajude a Apae Curitiba através da sua conta de luz

Você sabia que uma das formas de doar para Apae Curitiba é através da sua conta de luz? Basta entrar em contato com a Copel pelo telefone 0800 722 2723 e informar que quer fazer uma doação para a instituição do valor desejado. O valor que você escolheu será direcionado a instituição que será cobrado na sua próxima fatura. Não esqueça de estar com documentos em mãos para que eles possam confirmar sua identidade. Não deixe de doar! Existem maneiras simples e fáceis para você colocar sua generosidade em prática. Entre em contato agora mesmo com a Copel solicitando sua doação. Contamos com você. Saiba mais clicando AQUI

Hoje a instituição atende quase 500 estudantes em cinco escolas, oferecendo saúde e assistência social. São realizados, em média, 50 mil atendimentos terapêuticos por ano e 3,5 mil por dia. Por ser uma instituição sem fins lucrativos precisa de apoio da sociedade. O ambiente precisa de reformas e para isso, que tal doar para a Apae Curitiba e apoiar a causa da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla? É muito fácil, clique AQUI e saiba mais. 

Notícias Relacionadas

Nota à Imprensa e a Comunidade

Voltar Notícias Paulo Fortunato Jornalista, Gerente de Comunicação, Markentig e Eventos Publicado em21 de fevereiro de 2024 A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Curitiba vem por

Sem mais notícias por enquanto!
Pular para o conteúdo