Notícias

Apae Curitiba promove 3ª Edição do Mega Bazar com apoio da TROC em 23 de setembro

O evento ajudará quase 500 estudantes e 35 acolhidos das Casas Lar.
Apae Curitiba promove 3ª Edição do Mega Bazar com apoio da TROC em 23 de setembro
Rhúbia Ribeiro
Assistente de Marketing
Publicado em
Imagem de cabides com roupas numa arara

A Apae Curitiba vai realizar mais um Mega Bazar com apoio da Troc durante o mês de setembro. Os interessados em garantir roupas, sapatos, bolsas e acessórios podem adquirir peças a partir de R$10. O bazar acontece em 23 de setembro (sexta-feira) na Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1597, bairro Batel, das 11h às 19h. Os participantes terão a chance de concorrer a um curso de automaquiagem e a um Bazar Vip – para isso é preciso preencher o cupom que será fornecido no caixa. 

A analista de captação de recursos e organizadora do evento, Luciana Mendes, convida toda a população para apoiar a causa da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla. “Contamos com a ajuda da comunidade para ser mais uma edição de sucesso.” A ação é importante não só para a causa da PcD, mas também com o propósito de movimentar a moda circular e gerar impacto na sustentabilidade. Os dois primeiros bazares foram um sucesso e o terceiro busca dar continuidade ao que tem sido feito, trazendo a comunidade para conhecer o trabalho da Apae e da TROC.

Apoio

A edição será realizada mais uma vez com os apoios da TROC, brechó online; Ana Lucia Alge, criadora de conteúdo responsável pelo perfil “@mãedepoisde30”; Gabrielle Chaiben, consultora de Imagem e Estilo, das estudantes do Curso de Moda da Faculdade da Indústria do Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná) coordenadas por Edson Kornes, além da maquiadora profissional Cibeli Pereira (@cibeligpereira), que proporcionará o sorteio da edição. 

Importância do Evento

A Apae Curitiba atua há quase 60 anos em prol à pessoa com deficiência intelectual ou múltipla. Durante esses anos, a instituição tem proporcionado a mudança na vida de milhares de pessoas com deficiência intelectual ou múltipla. Além das terapias que são essenciais para a saúde da pessoa com deficiência, oferece atendimento na educação e assistência social de forma gratuita. 

O evento é uma forma de manter as cinco escolas, com quase 500 estudantes, em funcionamento; os três centros terapêuticos e as sete Casas Lar, que acolhem 35 pessoas em Santa Felicidade. Hoje a associação realiza, em média, 50 mil atendimentos terapêuticos por ano, totalmente gratuitos.

Imagem: Carla Burke / Pixabay 

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content