Notícias

Dia do Contador de Histórias: Professora fala da importância dos livros no desenvolvimento das crianças

A prática ajuda no processo cognitivo e motor, além de despertar a imaginação
Dia do Contador de Histórias: Professora fala da importância dos livros no desenvolvimento das crianças
Eduarda Zeglin
Estagiária de Jornalismo
Publicado em
Contadora de histórias: Professora e três aluno estão se apresentando nos 40 anos do CEDAE

Neste domingo (20) comemora-se o Dia Internacional dos Contadores de História. A data passou a ser celebrada em 1991 na Suécia, quando um grupo de pesquisadores organizou um grande evento literário com o objetivo de promover a narração oral, incentivando a atividade no mundo todo. Antigamente as histórias eram contadas somente pelos pais e avós na cabeceira da cama ou ao redor de uma fogueira, hoje, o contador se tornou uma profissão e está presente em diversos lugares, como nas escolas. 

A professora Adriana Maciel, que atua na Apae Curitiba há sete anos, conta um pouco do seu trabalho na instituição e qual a importância desse momento na vida das crianças. Com as aulas mais lúdicas e divertidas, ela utiliza músicas, fantoches, dedoches e gravuras, para realizar a prática em sala de aula. O universo da literatura nos permite viajar e explorar a imaginação e a interação, se tornando um dos principais elementos no processo de desenvolvimento dos pequenos, e principalmente dos que têm deficiência intelectual.

Adriana atende a Educação Infantil e diz que essa prática traz mais autonomia, estimulando a criação e a linguagem dos alunos. Ela se sente como uma criança ao realizar o seu trabalho e tem total gratidão em poder levar a contação para elas. ‘’ Seus olhinhos brilham quando eu conto a história, se sentem especiais, assim como eu sinto quando estou realizando o meu trabalho”, diz a professora. 

As histórias mais disputadas entre a garotada são as que têm a presença de animais, sons onomatopaicos e gestos. Maciel também trabalha com a dramatização e ênfase nas palavras, tornando a história mais interessante, mantendo a atenção das crianças. O contador tem um papel fundamental em nossas vidas, principalmente na infância, pois por meio da narrativa conseguem despertar a curiosidade e manter a interação que elas tanto necessitam, sua função vai muito além da leitura, mas implica, diretamente ou indiretamente no desenvolvimento humano. Para ser contador de histórias não é necessário ter ensino superior, mas é preciso ter a sensibilidade e o prazer de oralizar narrativas. Parabéns a todos os contadores de histórias!

Matéria: Eduarda Zeglin

Saiba mais sobre a professora contadora de histórias em nosso site.

Saiba tudo sobre a pessoa com deficiência em nosso podcast.

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content