Notícias

Onze dicas de comportamento inclusivo diante de uma pessoa com deficiência visual

Separamos onze dicas de comportamento inclusivo diante de uma pessoa com deficiência visual elaboradas pela Prefeitura Municipal de Curitiba. Confira. 
Onze dicas de comportamento inclusivo diante de uma pessoa com deficiência visual
Rhúbia Ribeiro
Assistente de Marketing
Publicado em
Olho humano

Uma pessoa com qualquer deficiência não deve ser tratada com diferença, nós como sociedade temos que lutar cada dia mais por inclusão. Por isso, devemos nos responsabilizar até na maneira como nos portamos diante de uma pessoa com deficiência. 

Abaixo separamos onze dicas de comportamento inclusivo diante de uma pessoa com deficiência visual elaboradas pela Prefeitura Municipal de Curitiba. Confira. 

  • Ao andar com uma pessoa cega, deixe que ela segure seu braço. Não a empurre; pelo movimento de seu corpo, ela saberá o que fazer; em lugares estreitos para duas pessoas caminharem, ponha o seu braço para trás de modo que a pessoa cega possa seguir você. Diminua a velocidade quando se aproximarem de obstáculos e procurem passar por eles com certa distância;
  • Durante uma refeição, pergunte se quer auxílio para cortar a comida ou para adoçar o café, e explique-lhe a posição dos alimentos no prato. Num restaurante, é de boa educação que você leia o cardápio e os preços, se a pessoa cega assim o desejar;
  • Na rua se foi auxiliar a pessoa cega a atravessar a rua, pergunte-lhe antes se ela necessita de ajuda e, em caso positivo, atravesse-na em linha reta, senão ela poderá perder a orientação;
  • Se for orientá-la a sentar-se,  coloque a mão da pessoa cega sobre o braço ou encosto da cadeira, e ela será capaz de sentar-se facilmente.
  • Se conviver com uma pessoa cega, nunca deixe uma porta entreaberta. As portas devem estar totalmente abertas ou completamente fechadas. Conserve os corredores livres de obstáculos. Avise-a se a mobília for mudada de lugar.
  •  Se você trabalha, estuda ou está em contato social com uma pessoa cega, não a exclua nem minimize a participação dela em eventos ou reuniões. Deixe que a pessoa cega decida sobre tal participação. Trate-a com o mesmo respeito que você demonstra ao tratar uma pessoa que enxerga;
  • Ao guiar uma pessoa cega até um ônibus, ao se aproximar de sua porta, indique-lhe as barras de apoio para que ela possa embarcar com segurança;
  • Se for apresentá-la a alguém, faça com que ela fique de frente para a pessoa a quem você está apresentando, impedindo que a pessoa cega estenda a mão, por exemplo, para o lado contrário em que se encontra a outra pessoa.
  • Não evite as palavras “veja”, “olhe” e “cego”; use-as sem receio. As pessoas cegas também as usam;
  • Quando se afastar da pessoa cega, avise-a, para que ela não fique falando sozinha;
  • Algumas pessoas com baixa visão usam bengalas e outras não. Não julgue sem conhecer; você pode encontrar uma pessoa com baixa visão que precisa de ajuda.

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content