Notícias

Obesidade em pessoas com síndrome de Down é tema do Apaecast

Pessoas com síndrome de Down (SD) são propensas a serem obesas?, nutricionista responde.
Obesidade em pessoas com síndrome de Down é tema do Apaecast
Rhúbia Ribeiro
Assistente de Marketing
Publicado em
Obesidade em pessoas com síndrome de Down é tema do Apaecast

O Apaecast tem um novo episódio disponível em todas as plataformas de áudio a partir desta segunda-feira (17). O podcast da Apae Curitiba entrevista Adriele Souza, nutricionista das Casas Lar da Apae Curitiba, localizadas em Santa Felicidade. A profissional responde: “Pessoas com síndrome de Down (SD) são propensas a serem obesas?”

A SD é uma mutação do material genético que começa na gestação quando as células do embrião são formadas com 47 cromossomos, sendo que frequentemente são 46. Atualmente, conforme a Federação Brasileira de Associações de Síndrome de Down (FBASD), estima-se que no Brasil um em cada 700 nascimentos são de crianças com a síndrome. 

De acordo com o Projeto Motiva Down da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), cerca de 45% dos homens e 56% das mulheres com SD apresentam excesso de peso pela classificação do Índice de Massa Corporal (IMC). 

“Ainda não tem estudos conclusivos que explicam essa prevalência de sobrepeso e obesidade, porém tem alguns estudos que sugerem alguns fatores, como o hipotireodismo, a taxa de metabolismo basal baixa, a ingestão alimentar inadequada e o sedentarismo” , explica a nutricionista durante a gravação. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descreve a obesidade como uma doença crônica que se caracteriza pelo excesso do tecido adiposo no organismo, e cuja ocorrência facilita o aparecimento de diferentes alterações: dislipidemias, afecções pulmonares, diabetes Mellitus, câncer, problemas renais, doença da vesícula biliar, problemas nas articulações, músculos, hipertensão arterial e alterações endócrinas. 

O Apaecast

O Apaecast, podcast produzido pela Apae Curitiba, foi idealizado pelo Coordenador de Comunicação, Marketing e Eventos da instituição, Paulo Fortunato, com a colaboração da jornalista Rhúbia Ribeiro. A proposta é levar para a comunidade informações, histórias e direitos da pessoa com deficiência intelectual e múltipla. 

É possível acompanhá-lo em diversos dispositivos, sendo um facilitador para quem não tem tempo de sobra para assistir televisão. Ao ouvi-lo, você pode fazer tarefas domésticas, trabalhar, dirigir, entre outras coisas, simultaneamente. Além disso, nele é possível ouvir conteúdos mais segmentados, ou seja, temas que atingem um número menor de pessoas, porém, mais específicos.

Acompanhe o Apaecast nas plataformas de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts, Apple Podcast e Deezer, além do próprio site da associação. 

Imagem: Gerd Altmann/Pixabay 

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content