Notícias

Mapas Conceituais podem ser ferramentas importantes na aprendizagem da PCD

Especialista explica os benefícios e como são utilizados em sala de aula.
bio-eduarda-zeglin
Eduarda Zeglin
Assistente de Comunicação, Marketing e Eventos
Publicado em

Para pessoas com deficiência intelectual, os mapas conceituais podem ser especialmente úteis na aprendizagem e na construção do conhecimento. As pessoas com deficiência intelectual geralmente têm dificuldades em processar informações de maneira sequencial e em identificar relações entre diferentes conceitos. Com isso, os mapas conceituais podem ajudar a superar essas dificuldades, permitindo que as informações sejam organizadas de forma visual e hierárquica, e, ao mesmo tempo, auxiliam na organização e entendimento de informações complexas e abstratas.

De acordo Edí Marise Barni, que atua como professora na Escola Luan Muller da Apae Curitiba, o uso dessa ferramenta faz com que a PcD estimule a sua imaginação, assim, interligando conceitos, fazendo associações e memorizando conteúdos.  

Marise também é especialista na área da psicologia e explica que muitos professores utilizam dessa ferramenta para representar e organizar conceitos, eles ajudam os alunos a entenderem e visualizarem a estrutura do conhecimento em uma determinada área. 

Existem várias maneiras dos professores se apropriarem desse recurso em sala de aula, seja em uma contação de história, no trabalho com um pequeno texto, com palavras do dia a dia, receita de bolo e até mesmo com nome de cidades. A profissional enfatiza que o uso de mapas conceituais requer um planejamento cuidadoso, é preciso obter uma busca na seleção de ferramentas adequadas e na execução e análise dos resultados.

Geralmente os mapas conceituais são introduzidos na primeira infância, por volta dos três anos, pois nesse estágio de desenvolvimento cognitivo, é possível iniciar a exploração de conceitos de forma simplificada, mas isso depende do desenvolvimento e do nível de compreensão do estudante, cada um tem as suas individualidades e elas precisam ser respeitadas no processo de aprendizagem. 

Além disso, os mapas conceituais podem ser personalizados para atender às necessidades e preferências individuais das pessoas com deficiência intelectual. Eles podem ser criados com imagens e cores que ajudam a identificar e lembrar conceitos importantes, e podem incluir palavras e frases simples para facilitar a compreensão.

Os mapas conceituais também podem ser usados em conjunto com outras estratégias de ensino, como a aprendizagem baseada em projetos e a resolução de problemas. Eles podem ajudar a identificar as relações entre diferentes conceitos e a criar conexões entre informações de diversas disciplinas.

Essas ferramentas podem ser encontradas na internet como no site Mindmeister e também confeccionadas em uma simples folha de papel. Embora os pais possam contar com o auxílio dessa ferramenta, Barni enfatiza a importância de que nem todos os profissionais e familiares conhecem, então é necessário que se tenha uma formação. 

A Escola Luan Muller

A Escola Luan Muller, Ensino Fundamental, Modalidade Educação Especial, atende estudantes na faixa etária de 6 a 16 anos com deficiência intelectual e múltiplas. No espaço educacional, o trabalho é voltado para a construção da autonomia e da autoestima, através de atividades das áreas do desenvolvimento e conhecimento, necessárias no processo de alfabetização, dentro dos conteúdos da base Curricular Nacional e da proposta pedagógica “Desafios do Aprender.” Conheça as escolas clicando AQUI.

Endereço: Rua Prof. João Argemiro Loyola, 220 – Seminário, Curitiba – PR

Contato: (41) 3244-9166

Notícias Relacionadas

Nota à Imprensa e a Comunidade

Voltar Notícias Paulo Fortunato Jornalista, Gerente de Comunicação, Markentig e Eventos Publicado em21 de fevereiro de 2024 A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Curitiba vem por

Sem mais notícias por enquanto!
Pular para o conteúdo