Notícias

Corrida de R$840 mil em prol à pessoa com deficiência intelectual ou múltipla da Apae Curitiba

Corrida é um movimento para arrecadar fundos em nome dos atendidos pela instituição
Corrida de R$840 mil em prol à pessoa com deficiência intelectual ou múltipla da Apae Curitiba
Rhúbia Ribeiro
Assistente de Marketing
Publicado em

E foi dada a largada para as inscrições da primeira corrida que ajudará a causa da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla de Curitiba. Corredores e simpatizantes de todo Brasil podem se inscrever na Running For a Goal, que busca a colaboração de 7 mil atletas e a arrecadação de R$840 mil em prol da Apae Curitiba. O evento acontece em 11 de setembro de 2022. Clique aqui para fazer sua inscrição. 

A Running For a Goal marca os 60 anos da Apae Curitiba em 2022. Durante esses anos, a instituição tem proporcionado a mudança na vida de milhares de pessoas com deficiência intelectual ou múltipla. Além das terapias que são essenciais no desenvolvimento da pessoa com deficiência, oferece atendimento na educação e assistência social de forma gratuita.

“A corrida em comemoração de 60 anos, ajudará para que esses atendimentos gratuitos continuem. A instituição poderá investir em equipamentos e profissionais, que farão com que os atendidos da Apae tenham mais qualidade de vida e autonomia”, diz o idealizador da corrida, Paulo Fortunato.

O custo total que a Apae Curitiba pretende arrecadar será uma forma de manter as cinco escolas em funcionamento, os três centros terapêuticos e as sete casas lar. Hoje a associação realiza, em média, 50 mil atendimentos terapêuticos por ano, totalmente gratuitos.

O presidente da associação, Paulo Roberto Michelon, conta que “a Apae Curitiba, como as instituições sociais, de um modo geral, promove os mais variados tipos de eventos com o objetivo de levantamento de recursos financeiros para o sustento das suas atividades, visto que todo o atendimento prestado é gratuito – no nosso caso nas áreas de educação, saúde e assistência social”, diz. 

“Procuramos gerar nos eventos realizados, sempre que possível, oportunidades adicionais que possibilitem a participação também das pessoas com deficiência que atendemos – estudantes, pacientes e acolhidos -, gerando valores agregados como oportunidade de integração/interação social e prática desportiva, no caso desta corrida. Esses eventos nos ajudam, ainda, a divulgar para toda a sociedade o trabalho que a Apae desenvolve”, completa o presidente. 

A meta dos organizadores da Running For a Goal é atrair 7 mil atletas. Para participar da corrida, o atleta precisará realizar uma doação de R$120. Chegando, assim, a uma doação integral de R$840 mil que entrará diretamente na conta da instituição, sem intermediários. Como brinde, o participante ganhará a inscrição para a corrida e uma camiseta oficial para o dia do evento. 

A Apae Curitiba 

A Apae Curitiba atua há quase 60 anos em prol à pessoa com deficiência intelectual ou múltipla. Durante todo esse período, sustentou seu trabalho com a colaboração da população. E através das doações manteve todas as suas escolas e ofereceu saúde às pessoas com deficiência. A instituição pertence ao terceiro setor. É uma organização não governamental (ONG) que precisa, essencialmente, da colaboração e solidariedade das pessoas. 

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) foi criada no Rio de Janeiro em 1954. Em Curitiba, foi fundada em 6 de outubro de 1962 e surgiu sob o escopo do movimento: promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientações, prestação de serviços e apoio às famílias. Busca o desenvolvimento integral, habilitação e reabilitação, melhoria da qualidade de vida e inclusão social da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla, na família e comunidade.

Na capital paranaense atua em três pilares – educação, saúde e assistência social -, e conta com a força de trabalho de quase 300 colaboradores para manter cinco escolas especializadas, três centros terapêuticos e sete casas lar, atendendo quase 500 alunos, alcançando mais de 700 atendimentos por dia, considerando o turno integral, e 35 acolhidos nas Casas Lar. Hoje a associação realiza, em média, quase 50 mil atendimentos terapêuticos por ano, totalmente gratuitos.

Michelon explica que a corrida tem como objetivo atender mais pessoas. “Os recursos que forem levantados neste evento, em especial, serão direcionados à ampliação da nossa estrutura de atendimento nas áreas de educação e de saúde. Na área de educação, em que atendemos quase 500 estudantes, nos últimos quatro períodos escolares, deixamos de atender mais de 500 pedidos de matrículas, dada a plena ocupação das vagas disponíveis. E na área de saúde, em que fazemos, em média, 50 mil atendimentos por ano, os investimentos serão direcionados para reforma dos espaços e instalação de equipamentos de terapia e reabilitação mais atuais, que darão a Apae a possibilidade de não só de atender mais pessoas, mas de empregar técnicas com melhores resultados”, detalha.

Corrida: Aluno da Apae Curitiba sentado na unidade em Santa Felicidade
Aluno da Apae Curitiba na unidade de Santa Felicidade, Curitiba (Foto: Apae Curitiba)

A corrida

A corrida terá largada na Praça Nossa Senhora de Salette, sn, Centro Cívico, em Curitiba (Palácio Iguaçu). O evento terá três modalidades: uma caminhada de 3 km e duas corridas, de 5 km e 10 km. Poderão participar da Running For a Goal qualquer pessoa apta a praticar atividades físicas e com todos os exames em dia. 

O professor de educação física da Apae Curitiba, Wellington Pedro, conta que a corrida é uma das modalidades aeróbicas mais utilizadas para combater o sedentarismo e outros problemas de saúde. “É uma atividade física que inclui, nesse contexto, a saúde física, mental e qualidade de vida. Os benefícios são muitos, como a melhora da respiração, diminui o stress, ansiedade, ajuda no controle do colesterol, combate a depressão e melhora a autoestima”, diz.

É fundamental para a realização das atividades em percursos longos ou curtos alguns cuidados apontados pelo professor. Pedro cita “usar uma roupa confortável, protetor solar, estar hidratado, fazer alongamento antes e após as corridas e, o principal, é respeitar os seus limites físicos”, explica. 

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content