Notícias

Apaecast apresenta novo episódio sobre o Clube de Mães

O projeto ajuda a Apae Curitiba e os acolhidos da instituição.
Eduarda Zeglin
Estagiária de Jornalismo
Publicado em
Clube de Mães

O episódio do Apaecast apresentado na última segunda-feira (28), recebeu a presença da Maria Helena Palkovski, uma das diretoras do Clube de Mães. Ela conta um pouco da história do projeto que deu início no bairro de Santa Felicidade, além dos desafios enfrentados. 

O Clube de Mães é um projeto desenvolvido na Apae Curitiba há 43 anos. Todas as terças-feiras às mães dos alunos da instituição se reúnem para trabalhar em prol ao bem-estar dos acolhidos e ajudar nas necessidades da associação. 

Durante a entrevista, Maria Helena conta que o projeto começou com Dona Maria, que hoje tem 87 anos, ela foi uma das primeiras integrantes a participar de reuniões e encontros, onde faziam crochê para arrecadar dinheiro. Maria Helena atua no projeto há 27 anos, ”quando eu comecei a vir aqui acho que tinham umas seis mães, aí a gente mudou de três lugares, era uma casinha pequenininha e assim conseguimos trazer mais voluntárias,’’ relata. 

Todo o dinheiro arrecadado, tanto do brechó quanto das vendas realizadas com o trabalho de crochê, são destinados para as festas de fim de ano dos acolhidos. ”A gente faz entrega de cestas para eles no natal e na páscoa, nós fizemos festa para os funcionários e professores, damos presentes personalizados,’’ comenta.  

O projeto depende de doações, seja de roupas, calçados, bijuterias e utensílios domésticos. Para quem quiser contribuir pode entrar em contato com a Diva, uma das responsáveis pelo projeto, através do número: 41 8428-3825 ou pelo telefone da Maria Helena: 41 99198-3806. 

Mesmo com todo trabalho desempenhado, Palkovki fala sobre as dificuldades enfrentadas com os filhos, é nesse momento que o Clube de mães acaba se tornando um ”centro de psicologia,” como elas mesmo dizem, ‘’tem dias que a gente chega chorando por ter passado um dia difícil com os filhos, eles são um presente de Deus para nós, mas tem momentos que é muito difícil, então a gente chega aqui e conversa, nos tornando psicóloga uma da outra,” diz. 

A diretora se sente realizada exercendo o trabalho dentro da instituição, sendo um momento de muita alegria e de muita troca com a outras mães, além do acolhimento e da pareceria estabelecida entre elas. 

Seja um Dindo ou uma Dinda e ajude a Apae

O projeto trata-se de uma ação de apadrinhamento onde a cada mês poderá ser doado uma determinada quantia para a instituição. O valor vai ajudar a Apae manter seu funcionamento e utilizá-lo nas reformas nas escolas. Podem participar da campanha qualquer pessoa interessada que entrar em contato através do e-mail [email protected]. Seja um dindo ou uma dinda clicando AQUI. 

Hoje a instituição atende quase 500 estudantes em cinco escolas, oferecendo saúde e assistência social. São realizados, em média, 50 mil atendimentos terapêuticos por ano e 3,5 mil por dia. Por ser uma instituição sem fins lucrativos precisa de apoio da sociedade. O ambiente precisa de reformas e para isso, que tal doar para a Apae Curitiba e apoiar a causa da pessoa com deficiência intelectual ou múltipla? É muito fácil, clique AQUI e saiba mais.

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content