Notícias

Assembleia Legislativa contrata 1ª funcionária com Síndrome de Down em 160 anos

Karina Gouvea é a primeira funcionária com Síndrome de Down a ocupar o cargo de secretária de gabinete, em 160 anos.
Assembleia Legislativa contrata 1ª funcionária com Síndrome de Down em 160 anos
Rhúbia Ribeiro
Assistente de Marketing
Publicado em

A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) contratou pela primeira vez após 160 anos uma funcionária com Síndrome de Down. Karina Gouvea, de 43 anos, assinou o contrato na última segunda-feira (21), Dia Nacional e Internacional da Síndrome de Down, e exercerá o cargo de secretária de gabinete do deputado Bazana. 

“Eu já trabalhei em várias empresas. E estou muito feliz por todos me aceitarem aqui com essa alegria”, disse a nova contratada. O deputado, que trabalhou 20 anos na causa da pessoa com deficiência, conta que “após este tempo todo envolvido com Apaes e outras instituições, não seria diferente como deputado, defendendo a inserção no ensino comum, preparando as pessoas para levar uma vida normal e ingressar no mercado de trabalho”, diz Bazana. 

Karina trabalha desde seus 16 anos, porém teve que parar de trabalhar nos dois últimos anos devido a pandemia. Sua mãe, a psicóloga Gislene Gouvea, afirma que isso é resultado do tempo investido em estimulação da filha desde pequena. “Estamos colhendo o resultado de todo estímulo e incentivo que demos. Ela sempre trabalhou, mas precisou parar nos últimos dois anos por causa da pandemia. E agora, quando íamos começar a distribuir currículos, veio esse presentão de aniversário”, conta a mãe. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 300 mil pessoas vivem com Síndrome de Down, considerada uma falha genética, não uma doença. Começa na gestação quando as células do embrião são formadas com 47 cromossomos, sendo que o mais frequente é com 46 cromossomos. 

Em 21 de março, celebrou-se o Dia Internacional da Síndrome de Down, escolhido em função de sua grafia, 21/3 ou 3/21; a qual faz alusão à trissomia do cromossomo 21, característica exclusiva e específica da síndrome. A data visa conscientizar a população sobre a inclusão e promover a discussão de alternativas para aumentar a visibilidade social desse grupo. 

O Apaecast da última segunda-feira conversou com Regiane Gimenez Mendonça, presidente da Associação Reviver Down, sobre o Dia Internacional da Síndrome de Down. Saiba mais clicando AQUI. 

Fontes: Tribuna do Paraná e Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Notícias Relacionadas

Sem mais notícias por enquanto!
Skip to content